Seja bem-vindx!

Esse é o cantinho de um menino simples, inquieto e muito pensativo. Devaneios literários são mais que comuns aqui, podendo até gerar dúvidas: será? Espero que goste de passear por aqui. ;-P

sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

Sonhos perdidos...

Sonhos se perdem tão facilmente. Ao passo que sonhos se acham tão facilmente.
Às vezes são brisas de verão. Às vezes tormentas de inverno. Às vezes um leve passo ao futuro. Às vezes um grande tombo ao passado.

Sinto que meus sonhos vem de lugares diferentes, distintos, únicos. Meus sonhos são as peculiaridades de um agregado de coisas sentimentais e melosas, que clama por um amor verdadeiro.
Sinto que meus sonhos se tornam fortes, mais fortes a cada minuto. A cada passo que dou, um sonho se liberta das entranhas de minha massa cinzenta e se atira ao abismo da realidade, pairando sobre os medos que pulam para me derrubar.

A sorte está lançada. O amor compete com a paixão pelo direito de viver. As garras de um começo desastroso se abrem para meu encontro, mas sei que são meras ilusões. Bem sei eu que louco é aquele que só vê a realidade.
Rafael Matoso

2 comentários:

  1. Concordo! O que seria da realidade sem a magia do sonho?

    ResponderExcluir
  2. Incrível texto! O que é a vida sem os sonhos? *-*

    ResponderExcluir

"CORPO E ALMA UNIDOS A SERVIÇO DA EVOLUÇÃO... EIS O QUE DETERMINA A NATUREZA!"